Sorriso Velho x Sorriso Jovem

tamanho-dos-dentes
Como é possível aumentar tamanho dos dentes?
13 de maio de 2016
artigo-03

Nosso rosto, assim como grande parte do corpo humano, é feito de músculos. E como tempo, vemos o aparecimento de linhas de expressão e rugas. Ou seja, não como fugir, ao envelhecermos, nossa pele vai perdendo “textura”. De igual maneira, ocorre com os dentes, que também podem demonstrar a idade. No caso da pele do rosto, contamos com a dermatologia e a cirurgia plástica para buscar procedimentos que atenuem os efeitos do envelhecimento. E no caso do sorriso, há a odontologia estética, que traz medidas para minimizar a ação do tempo, possibilitando um sorriso jovem.

Diferenças entre sorriso jovem e sorriso velho

Diferente do que ocorre com as rugas e as linhas de expressão, para se identificar um sorriso velho é mais difícil. Pode-se observá-lo por meio da coloração dos dentes. Afinal, quanto mais velha a pessoa, maior será o desgaste natural do esmalte. Por isso, é mais comum pessoas idosas com dentes escurecidos. Outro meio de se identificar os sorrisos velho e jovem é pelo desenho. Com o tempo, ocorre o desgaste dos dentes da frente, que vão se alinhando com os dentes vizinhos. Ou seja, o sorriso fica mais reto. Já o sorriso jovem é mais convexo. É comum notar também, que as gengivas se encolhem; surgindo alguns pequenos espaços entre os dentes. Outro ponto diferente é o volume dos ossos da boca, que se reduz e, assim, aparecem as rugas labiais.

Como alcançar um sorriso jovem

Nos últimos anos, todas as áreas da saúde têm evoluído muito. De igual forma, a odontologia também tem avançado, sobretudo, a área de odontologia estética. Atualmente, existem várias alternativas para problemas estéticos, sendo que há algumas décadas havia apenas opções de clareamento dental, próteses e implantes. Dentre as grandes novidades dos últimos anos, temos as facetas em porcelana, as lentes de contato dentais, a plástica gengival, os enxertos ósseos e outros procedimentos. O mais importante é saber que para alcançar seu objetivo é preciso a orientação de um dentista especializado na área e que realize um planejamento adequado, bem como utilize as melhores e mais adequadas técnicas.

Toxina botulínica e a odontologia estética

Uma das suas principais funções da toxina botulínica é a atenuação de rugas do rosto. Porém, na odontologia estética, essa toxina é usada também para outras finalidades. Essa substância também pode ser usada para casos de sorriso gengival, para sorriso assimétrico, preenchimento de volume dos lábios, estética das gengivas (plástica gengival).

Apesar de muito difundida na dermatologia e na cirurgia plástica, na odontologia a toxina botulínica ainda é uma novidade e um procedimento inovador. Além disso, deve-se pensar no rejuvenescimento facial como um todo, ou seja, não se deve esquecer do sorriso. E para cuidar e manter um sorriso jovem, a toxina botulínica pode contribuir muito.

Já escutou falar sobre sorriso jovem e sorriso velho? Sabia do uso da toxina botulínica na odontologia, principalmente na odontologia estética? Qual sua opinião sobre isto?

Últimos posts por Claudia Pellegrino (exibir todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *